em Atualizações

Sêneca

Sêneca

Este é Sêneca, o jovem (c. 4a.C.-65 d.C.). Estóico, se meteu em encrencas incríveis, como despertar a ira e ser condenado ao suicídio por Calígula ou ser tutor e conselheiro de Nero. Estava na fila de leitura faz tempo, mas lá no final.

Há duas semanas tive outro tilt. Diferente do piripaque de 2013, que me levou a perder 30kg. Diferente da tela azul do ano passado, que me fez abandonar a coordenação de curso, reduzir drasticamente minha rotina na Ufes e voltar a estudar (pós-doc). Dessa vez o coração deu uma reclamada e nem tenho 40. Foi só um susto, mas ignora as pistas quem quer.

Sêneca fala das virtudes de se ter vida plena, do ócio necessário para viver bem e de encararmos as adversidades de frente, positivamente. Parece autoajuda e até poderia ser, mas não é. É filosofia das boas, fácil de ler e que eu estava precisando. Muito do que fiz em 2013 e 2017 (tomar vergonha na cara depois dos sustos) tem requintes de estoicismo. Agora que eu finalmente li e me vi sistematicamente nas epístolas de Sêneca, parece que a ficha caiu de vez.

O país (o mundo?) tá uma zona, então me irrito 24/7 com o noticiário, a timeline, o trabalho. Todo mundo um pouco medicado, um pouco rebitado, e uma Drogasil nova aberta por hora. Eu, você e mais um monte de gente brigamos e nos estressamos na esperança de amanhã ser melhor na política, no trabalho ou na vida, só que o custo no presente é tão alto que podemos não chegar lá. Ninguém tem que abandonar suas convicções para viver melhor. Só que a luta pelas convicções não ganha nada se cairmos pelo caminho.

Sêneca fala da tolice dos homens que se ocupam para viver melhor, “acumulam a vida, dissipando-a” e que a “expectativa é o maior impedimento para viver: leva-nos para o amanhã e faz com que se perca o presente”. Parece um pessimismo ou ética do egoísmo, mas na verdade é um advogado da vida tranquila e reclusa. É o que minha mãe fala: a gente morre e fica tudo aí (dinheiro guardado, coisa mal resolvida…).

Este post não é cagação de regras nem exemplo para ninguém. É uma dica de leitura baratinha (<R$15) que pode ajudar quem estava, tipo eu, funcionando em 220V quando 5V seriam absolutamente razoáveis, saudáveis e sustentáveis.

Comente

Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.